• Patricia Brandão

Um balanço do Rio Moda Rio


O Movimento Rio Moda Rio venceu um hiato de quatro temporadas de moda sem desfiles no Rio, desde a última edição do Fashion Rio em abril de 2014, e uma das maiores crises no varejo da história do país e provou que a cidade tem uma vocação fashion inesgotável, excelentes profissionais e um lifestyle copiado e invejado pelo mundo inteiro. O Movimento foi além das passarelas apresentando uma plataforma inédita de ações que se estenderão pelo ano todo com o desejo de quebrar regras, celebrar a criatividade de estilistas, descobrir talentos e impulsionar o mercado. À frente da empreitada, estão os empresários Rodolfo Medina e Duda Magalhães, da Dream Factory, que realiza o Rock in Rio, e Luiz Calainho, da L21, que faz a Feira Art Rio. Com investimento de R$ 15 milhões, o principal parceiro do Rio Moda Rio é o Sistema FIRJAN, com patrocínio do SENAI, Sebrae e Natura e a curadoria de Carlos Tufvesson, dono de uma trajetória de destaque na moda brasileira.

A escolha do Pier Mauá, na Zona Portuária do Rio foi excelente, a área está deslumbrante depois da revitalização, e ainda incorporou lugares emblemáticos, verdadeiros cartões postais como o Museu do Amanhã, cenário do desfile emocionante da OSKLEN e o MAR- Museu de Arte do Rio. O trânsito na área atrapalhou o acesso, mas a população entendeu, estamos às vésperas de uma Olimpíada e a cidade ainda é um canteiro de obras.

Logo na festa da noite de abertura (14/6), o Rio Moda Rio relembrou a força da moda carioca através de um desfile/homenagem, apresentando peças das grifes Georges Henri, Company, Maria Bonita e Yes Brazil, todos antecedidos por vídeos com imagens históricas incríveis e ainda trouxeram celebridades pra passarela, como Silvia Pfeifer e Xuxa. Tudo começou com uma declaração contra a homofobia ao som de “Monte Castelo” da Legião Urbana; seguido de uma narração de Cristina Franco, jornalista ícone de estilo e elegância nos anos 80 e 90. A primeira edição do Rio Moda Rio contou com 14 grifes: Patricia Viera, Martu, Lino Villaventura, Guto Carvalhoneto, Maria Filó, Mara Mac, Isabela Capeto, Andrea Marques, Alessa, Ivan Aguilar, Osklen, Blue Man, Lenny e The Paradise. Uma novidade interessante foi extinção de nomenclaturas das estações do ano pois parte das coleções mostradas foram colocadas à venda pelas grifes logo após a apresentação. O novo sistema busca ir ao encontro das necessidades do consumidor atual, que recebe as informações, inclusive de moda, de forma imediata por meio das redes sociais.

O Movimento Rio Moda Rio fechou a primeira edição com saldo positivo e números de participantes que surpreenderam os realizadores. Durante três dias, o evento, que tem como objetivo democratizar o acesso à moda recebeu um público de 22 mil pessoas, que pôde usufruir de uma vasta opção gastronômica, shows musicais diários e conversas que discutiram vários aspectos da moda, beleza e comportamento. Parabéns a todos os envolvidos e que venha a próxima edição.

Fotos divulgação

#RiodeJaneiro #RioModaRio #MuseudoAmanhã #Moda

0 visualização

© 2016 Patricia Boiteux Brandão. Todos os direitos reservados.