Chanel invade Cuba

5 May 2016

Cuba passa por um momento histórico que atrai a atenção do mundo. Após a visita oficial de Barack Obama, o primeiro presidente americano a pisar em solo cubano após quase 90 anos, outro grande evento colocou o país caribenho nos holofotes da imprensa internacional. Em um desfile histórico em Havana, ( nada acontecia neste segmento desde que o regime socialista se instalou em 1959) a Chanel reuniu um time de fashionistas e celebridades para apresentar a sua coleção Cruise 2017. O desfile aconteceu na noite desta terça-feira (03.05). O diretor criativo da maison francesa, Karl Langerfel, marcou um gol ao eleger o Cuba como inspiração, sua cultura, musicalidade e boemia são apaixonantes. Na passarela: carros e casas antigas de Havana inspiraram a paleta de cores da coleção. Tons pastel e elétricos sobre peças masculinas e femininas que fazendo uma releitura da guayabera – tradicional camisa usada por Fidel Castro e pelos revolucionários cubanos. Nesta temporada, as bolsas da Chanel aparecem em formato de saco, bem despojadas. Um dos modelos mais cobiçados surge com influência militar, referência muito marcante no desfile, detalhes como boinas de paetê pretas com estrelas prateadas e peças no clássico tom de verde era uma nítida alusão aos uniformes de Fidel Castro, Che Guevara e Camilo Cienfuegos

 

 

 

 

 

 

 

 

Please reload

© 2016 Patricia Boiteux Brandão. Todos os direitos reservados.